Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

19.3.06

Dia do Pai

"(...) Se um recém-nascido pode e deve dormir entre 16 e 20 horas por dia, este horário vai diminuindo até às seis semanas de vida, altura em que o bebé dorme cerca de 15 ou 16 horas diárias. Não esquecer que os recém-nascidos não distinguem o dia da noite, adoptando modelos de sono que ocorrem durante os períodos diurno e nocturno. Para além do factor alimentação que, durante a fase do aleitamento, conduz a que o bebé acorde com fome em ciclos de três em três horas. À medida que o tempo passa e mediante a gestão e orientação dos pais, o bebé começa a fazer a distinção entre dia e noite, concentrando progressivamente o sono no período nocturno. Também as exigências alimentares se vão espançando no tempo. Na maior parte dos casos, até aos seis meses, o bebé já consegue dormir a noite toda sem interrupções, para grande alegria e descanso dos pais. Com meio ano de vida, é possível esperar noites de 10 ou 11 horas de sono, às quais se acrescentam uma sesta a meio da manhã e outra durante a tarde, com uma duração de mais ou menos duas horas cada. A partir dos seis anos e com a entrada na escola, a criança deve dormir entre 9 e 11 horas diárias."

in "XIS", Ana Gomes, 18Mar2006