Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

11.10.07

Documentos: "O Homem Vitruviano", Leonardo da Vinci, 1490

A figura masculina desnudada em duas posições separadas e simultaneamente sobrepostas com os braços incritos num círculo e num quadrado representa a simetria e beleza humana. A combinação das posições dos braços e pernas forma quatro posturas diferentes. As posições com os braços em cruz e os pés são inscritas juntas no quadrado, o que ilustra o princípio que, na mudança entre as duas posições, o centro aparente da figura parece se mover, mas de facto o umbigo da figura, que é o verdadeiro centro da gravidade, permanece imóvel. Daqui surge, entre outros, o conceito de que a longitude dos braços estendidos de um homem é igual à sua altura. É interessante ainda observar que a área total do círculo é igual à área total do quadrado, podendo considerar-se este desenho como um algoritmo matemático. Acreditava-se assim na perfeição da figura humana como o centro do universo.