Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

30.3.09

Momentum: "Carpe diem" (52)


Mais um devaneio pessoal na agenda diária... Ontem, na revista Pública, do jornal Público, uma óptima crónica do sociólogo António Barreto sobre Portugal 2009 com o título O país de duas caras. Além do retrato da semana, como sempre no mesmo jornal ao domingo. Uma das notícias diz-nos que "o total do crédito concedido para aquisição de habitação disparou de 79 mil milhões de euros em finais de 2005 para 104 mil milhões de euros em finais de 2008, um crescimento de 38%. O ritmo de crédito ao consumo também cresceu de forma estonteante, passando de 9,4 mil milhões de euros em 2005 para 15,5 mil milhões de euros em final de 2008, um crescimento de 64,7%." Quem parece não conseguir crescer é a selecção do prof. Carlos Queirós que foi muito eficiente (fez tudo bem), mas muito pouco eficaz (não fez tudo certo, pois não marcou). A Suécia não trouxe o Ibrahimovic... Também, houve, no sábado, ida a aniversário de duas crianças no Jardim Zoológico de Lisboa, com uma ventania de levantar elefantes...

Etiquetas: