Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

23.4.09

Bibliofilia: "Retrato de Uma Senhora"

Para o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor uma estopada de 650 pp. Só o prefácio são 16 pp. Comprado a 24-Mar e, neste momento, na p. 396 (60,92% já lido, para quem tem vício de métricas…). Romance começado em 1879 e originalmente publicado em 1881, o que atraía era o contexto da época vitoriana e a admiração pela literatura inglesa, cada descrição das personagens é coisa para 30 a 40 pp… A interessante e inteligente norte-americana de Albany Isabel Archer recebe de herança do tio falecido 70 000 libras. A partir daí, com essa emancipação financeira dedica-se a rejeitar todos os pretendentes. A saber: o milionário norte-americano Caspar Goodwood, indicado pela sua amiga jornalista Miss Henrietta Stackpole; o nobre inglês Lorde Warburton, indicado pela tia Touchett; o culto, mas de poucas posses, norte-americano Gilbert Osmond, indicado pela amiga da tia Madame Merle; e o enfermo primo Ralph Touchett responsável pela herança lhe ter sido destinada, embora ela não o saiba. À p. 396, está a “ganhar a corrida” – o já noivo – Gilbert Osmond que vive em Florença. Vamos ver como acaba nas restantes 254 pp. (39,08%, mais métrica…) que faltam… A acção decorre em Londres, Paris, Roma e Florença, locais familiares de Henry James (1843 – 1916) reputado viajante. Foi adaptado ao cinema por Jane Campion, Isabel Archer era interpretada por Nicole Kidman (na capa desta edição), e pode ter sido também o filme das filmagens da Anna Scott (Julia Roberts) nas derradeiras cenas de Notting Hill. Quiçá… Retrato de Uma Senhora, Henry James, Relógio D’Água Editores, ed. Dezembro 1996, pp. 650, 19,45 €.

Etiquetas: