Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

28.4.09

Momentum: "Carpe diem" (61)


Volta a ser perigoso viajar. Desta vez para o México. A sua capital de 20 milhões de habitantes, a Cidade do México, está a braços com uma pandemia de gripe suína (swine influenza). Esta nova estirpe, H1N1, propaga-se entre os humanos. Ainda não há vacina e o seu desenvolvimento pode demorar meses. Há dois antivirais Tamiflu da Roche e Relenza. As estimativas apontam para uma taxa de mortalidade mundial de 7%. A gripe espanhola (1918-1919) registou uma taxa de mortalidade relativa de 2,5% que representou em termos absolutos 40 milhões de mortos... A última gripe de Hong Kong em 1996, matou cerca de um milhão de pessoas (?!). Depois da brucelose das cabras/ovelhas, das vacas loucas de Creutzfeldt-Jakob e da gripe das aves... As acções das companhias farmacêuticas já começaram acentuadamente a subir. Noutro registo, Lisboa é designada como tendo os melhores Hostels. Estão essencialmente concentrados na Baixa Pombalina, o que é bom para revitalizar esta área. Sobre revitalização, e por fim, foram recuperados os antigos e tradicionais quiosques de Lisboa para vender refrescos no Princípe Real, Largo de Camões e na Praça das Flores. Desde capilé, mazagrã, limonada moscatel ou ginginha.

Etiquetas: