Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

17.5.09

Ad aeternum: Coisas que se passam (7)


91’ do jogo da penúltima jornada da Liga portuguesa, Braga – Benfica. O Benfica ganha por 3 – 1 e o treinador do Benfica Quique Flores resolve contestar veementemente uma decisão com o quarto árbitro. Cerca de 1’ depois, o árbitro pára o jogo a meio-campo, dirigi-se à linha lateral e expulsa Quique Flores que já não poderá orientar a equipa no próximo e último jogo da época e dele no banco do Benfica. O Benfica não pode ambicionar a mais nada que apenas o terceiro lugar da época já garantido nesta fase do encontro. O Braga também não tem mais nada a perder ou a ganhar. É isto o futebol português. Um treinador protesta fora do seu tempo e um árbitro assume o protagonismo antes que caia definitivamente o pano.

Em aditamento (18.05.2009), afinal ainda foi muito mais giro...

Etiquetas: