Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

29.5.09

Momentum: "Carpe diem" (66)


O vício sanado durante a semana. Quando se está mais tempo do que o desejado sem exercitar o resultado não pode ser bom. O traço fica mais preso. Quando a disponibilidade mental também não ajuda a criatividade, o nosso olhar sobre as coisas também se torna muito pouco perspicaz. Por outro lado, a paciência para um desenho mais demorado nunca foi o meu estilo, prefiro os fragmentos e desenhos rápidos, não mais de dez ou quinze minutos, até porque, sem ser em férias, o tempo não abunda. Falta a frescura de outros dias, mas resta a promessa de tudo aqui editar, do bom, ao mau, intervalando com o mais ou menos. É a apologia de quem não é, nem nunca foi, versado e, muito menos, certificado em artes. Como disse o Nuno Branco todos deveriamos desenhar com a mão esquerda (se destros) para perder a preocupação de ficar parecido. (Há mais, creio que mais dois, mas ainda não houve tempo para aqui editar.

Etiquetas: