Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

23.7.09

In absentia: A linha do horizonte (2)


Chegados à silly season, mais do que nunca, pensemos em valter hugo mãe, propositadamente em minúsculas, pois é assim que ele escreve, para quem, p.e., os pontos de interrogação são redutores. Ele próprio um galardoado com o Prémio Literário José Saramago. O mesmo José Saramago que tem uma sintaxe também ela muito própria: abaixo os pontos de exclamação, interrogação, reticências, as aspas e o itálico! O texto a fluir em igualdade democrática de maiúsculas e minúsculas ou de nomes e adjectivos. Pensemos também na expressão dos anarquistas, o “dinamite cerebral” (sic JPP): os livros e os jornais, as revistas e os CD’s, os DVD’s e os blogues, a televisão e a rádio, mas sejamos críticos e selectivos recorrendo, sempre que necessário, a preciosa e sempre cuidada ajuda aqui (28-06-2009), aqui (05-07-2009), aqui ( 12-07-2009) e também aqui (19-07-2009). Mas também aqui, com certo humor, porque molda e define o temperamento. Em directo, todos os domingos às 21:35 horas e durante 16’ na SIC Notícias. Ou em diferido, tal como um jogo de futebol, aqui. Só para quem gosta. Para quem privilegia a reflexão às palavras, o silêncio ao ruído. O longo prazo ao efémero. A estratégia à táctica. A estrutura à conjuntura. A substância à forma. And so on... Ter opinião sobre a opinião. Concorde-se ou não. Sempre, mas mais do que nunca na silly season.

Etiquetas: