Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

14.8.09

Cinefilia: "O Grande Silêncio" (2006)

160’ de retiro espiritual em clausura no Mosteiro Le Grand Chartreuse, perto de Grenoble, nos remotos Alpes Franceses, dos monges da Ordem de Cartuxa, considerados dos mais ascetas do mundo. O realizador alemão Philip Gröning pediu para filmar este documentário em 1984 e só obteve autorização dezasseis anos depois. De facto, o tempo aqui tem outra noção. “Qui ne renonce pas à tous ses biens et ne marche pas à ma suite, ne peut être Mon disciple.” (“Quem não renuncia a tudo o que possui não pode ser Meu discípulo.”) Uma “vida de cela” dedicada à oração, estudo/leitura e contemplação, apenas quebrado aos domingos e “dias solenes” pela refeição em comum após a liturgia. “Tu m’as séduit, o Seigneur, et moi je me suis laissé séduire.” (“Vós me seduziste, Senhor, e eu deixei-me seduzir.”) Durante seis meses, o realizador Philip Gröning submeteu-se sozinho ao dia-a-dia dos monges. Não se preocupem se se atrasarem a activar as legendas... No final de O Grande Silêncio (2006) um dos monges, cego, agradece a Deus.

Etiquetas: