Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

10.9.09

In absentia: A linha do horizonte (6)


Quanto vale uma tradução? É que cada vez estou mais anglo-saxónico e não é pelos resultados da equipa das quinas. Enquanto as 661 páginas de Demónios de Dostoiévski e da Editorial Presença, custam 25 euros, as 694 páginas de Devils do mesmo Dostoyevsky, mas da Wordsworth Editions custam cinco euros. Enquanto os quatro volumes (1-399 pp., 2-435 pp., 3-447 pp. e 4-413 pp.), a 17,45 euros cada, da Guerra e Paz do Tolstói e da Editorial Presença custam o total de 69,80 euros para as 1 694 páginas, as 994 euros do War and Peace do mesmo Tolstói, mas da Wordsworth Editions, custam cinco euros. Será do corpo da letra? É que o O Castelo do Kafka e da Relógio d’Água com 339 páginas custa 20 euros e o The Castle da Wordsworth com 283 páginas custa 5,70 euros. Será das capas? É que os dois volumes dos Irmãos Karamazov do Dostoiévski com 914 páginas (1-525 pp. mais 2-389 pp.) custam um total de 39,90 euros (22,45 euros do primeiro volume adicionado de 17,45 euros do segundo) e as 870 páginas dos Brothers Karamazov da Wordsworth Editions custam cinco euros. Das capas? As capas das editoras nacionais são lisas por contraste com as interessantes e pictóricas capas das editoras inglesas. Acontece apenas com os clássicos? Ou estes também serão os próximos?

Etiquetas: