Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

19.9.09

Momentum: "Carpe diem" (109)


Ontem, creio que por volta das 16:45 horas, tive a vã esperança de conhecer pessoalmente o Russell Crowe, porque “what you do in life, will echoes on eternity”, mas afinal era apenas um senhor que nos – a mim e a mais quinhentos – confidenciou ter optado por cortar o cabelo à máquina zero, enquanto alguns o achavam desnecessário, e não gosta de individualismos ou de vedetas. E se é de vedetas que se fala, devo dizer que desde sempre fui fã dos Dire Straits (1977-1995) de Mark Knopfler, do Sultans of Swings e do Brothers in Arms (1985), mas agora a alternativa, que é minha, anda mais nos Coldplay, Keane, 30 Seconds to Mars, Linkin Park ou nos The Script. Mas nada disto demove o K. de aceder ao Castelo e dar lugar à sua profissão de agrimensor, independentemente do autarca local lhe negar essa possbilidade ou da possibilidade de zelar pela limpeza da escola pública. Porque a vida, como alguém disse, são dois dias.

Etiquetas: