Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

29.9.09

Momentum: "Carpe diem" (117)


Entretidos com as cimeiras imagens bélicas, enquanto se aguarda a escuta da aclarada declaração das oito pi eme, vai esse antigo sargento de milícias e “antigo borra de frades franciscanos” em busca do perdido Calisto Elói, marido da prima D. Teodora de Figueiroa, Brás Lobato “ao Paço das Necessidades em busca do seu patrício, porque, no seu modo [provinciano] de julgar as correlações dos altos poderes do Estado, Calisto Elói devia frequentar regularmente a casa real. Perguntou o mestre-escola afoitamente à sentinela do Paço se o representante nacional morgado de Agra estava em palácio. A sentinela mandou-o entrar e que perguntasse ao comandante da guarda. O comandante mandou-o a um fidalgo que vinha descendo e o fidalgo interrogado mandou-o à fava.” Já José Luis Zapatero anda de candeias às avessas com o gótico. Antes filhos góticos que vândalos ou bárbaros. Se o iPhone promete ser mortífero, então o Blackberry vale ouro e a inocente Mafalda, que não a minha, faz hoje 45 anos e a Megan Fox confessou-se ousada até para este blogue.

Etiquetas: