Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

11.10.09

Momentum: "Carpe diem" (128)


Como se diria nos idos, é por essas, Liedson a marcar novamente na Luz e a ser aplaudido por todo o estádio, e por outras, a possibilidade de Bruno Alves poder marcar na Luz e ser aplaudido por todo o estádio, que prefiro ver o o Real Madrid vs. Marselha, para a Liga dos Campeões, em diferido na RM TV, o Barcelona vs Sporting Gijón, em diferido na Barça TV, e o Inter vs. Génova, do período Mancini a.M., em diferido na Inter TV, e também a entrevista ao Toni, ao vice-presidente Gomes da Silva e o João Malheiro a apresentar um concurso, na Benfica TV. Tivesse a selecção Neely Crenshaw, esse quarterback retirado que volta a Messina quinze anos depois de ter partido, e logo quando estes Beach Boys pretendem seguir a obra de George Gershwin e aqueles irlandeses que compuseram uma melodia dedicada ao SCP, qualquer coisa como Sunday Bloody Sunday, estão de volta a Coimbra, e os resultados certamente teriam sido outros.


Porque outros são também os tempos onde havia verdadeiro jornalismo de investigação com o Bob Woodward, o Carl Bernstein e o Washington Post, que passaram ontem à noite pela RTP2, mais a tomada de posse, a 15 de Fevereiro de 1975, da filha do merceeiro que dava pelo nome de Margareth Thatcher, e era Dama de Ferro para os russos, no canal História, e porque hoje foi dia de blockbuster, uma vez que não há político, seja líder partidário ou candidato, que passe sem ir ao cinema, depois do almoço em família, não se esqueçam do novo álbum da dupla Astérix e Obélix se não querem que o céu lhes caia em cima, por toutatis.

Etiquetas: