Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

13.10.09

Momentum: "Carpe diem" (130)


Há o quarterback que dá início às jogadas ofensivas e decide as jogadas dentro do campo, o playmaker, o número dez, o Rui Costa, o “maestro”, e há os jogadores de fundo, linebackers, que formam a segunda linha da defesa e são mestres na placagem, depois há também os gigantes linemen que, quando a equipa defende, impedem o médio de abertura de marcar e, quando a equipa ataca, fazem placagens aos defesas adversários, e ainda os chitas velocistas, receivers, os Usain Bolts, que correm ao longo das alas para apanharem as bolas, mas também os backs atacantes que correm e recebem passes e, finalmente, quem seja tão ou mais poderoso que Barack Obama como a Meredith Whitney, que, quando quer, arrasa, touchdown, ainda que sem Nobel da Paz, ou como a santa aliança entre o iPhone e a Pepsi no manual de piropos. É barrar um tacho com manteiga, pôr tudo 10’ em lume brando e juntar duas pedrinhas de sal, porque quinta-feira é dia de Caim e José Saramago, e é de evitar macacos, tigres, leões, chimpanzés e a Maité Proença. Cheque Maitê. This Was It.

Etiquetas: