Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

23.10.09

Momentum: "Carpe diem" (138)


Enquanto se escalpeliza a época de 58/59 na TV Benfica, há quem ande perturbado porque “que graça tem estar a ganhar por três ao quarto de hora? Que sentido faz um adepto ter de pedir ao companheiro do lado que lhe ausculte o peito, a ver se o coração continua a bater? Não há resultado tangencial que o sobressalte, um contra-ataque perigoso que o faça palpitar, uma bola na trave que o obrigue a dar sinal. O Sr. Jorge Jesus e os seus pupilos têm consciência das dores musculares com que um ser humano fica quando é forçado a levantar-se de um salto oito vezes no espaço de uma hora e meia? Eu pago para ver futebol, não é para fazer aeróbica. Aviso já que vou passar a levantar-me apenas de três em três golos, uma vez que não tenho preparação física para acompanhar esta equipa.” E, além disso, a sessão de ontem encerrou a desvalorizar com o índice a cair 22 pontos, uma perda de 40%, face à sessão anterior, corrigindo dos fortes ganhos semanais e sobretudo pressionado pela queda dos “pesos pesados” que inverteram a tendência na penúltima sessão da semana. Depois de uma semana de fortes ganhos regressaram as perdas, o que para a maioria dos investidores e analistas representa apenas uma correcção técnica e até salutar, embora exista um ponto de resistência na linha dos 60 pontos que, se for testada, poderá quebrar os 75 pontos no médio prazo e até alcançar a linha dos 80 pontos no longo prazo do Sitemeter deste espaço.

Etiquetas: