Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

27.12.09

Momentum: "Carpe diem" (185)


Embora não seja comum nos Estados Unidos, muitas das personagens de Paul Auster escrevem ou lêem livros, porque isso faz parte da vida do ser humano e quem lê o livro certamente que acha isso natural. Predicado (a literatura nos romances) mais europeu, tal como a menor narrativa. Já que a literatura experimental dá menos importância à história e às personagens, mas os leitores – menos sofisticados ou diria menos “profissionais” –, têm vontade e interesse em ouvir histórias, sejam estas ficcionadas ou memórias como a carta ao avô moribundo que morre lá longe nessa terra natal a que estamos impedidos de voltar, como A Casa dos Espíritos, ou como a carta à filha em coma no hospital, em Paula, independentemente do sofrimento não ser condição única para um excelente romance ao contrário do que, uma vez afirmou, William Sommerset Maugham.

Etiquetas: