Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

30.12.09

Momentum: "Carpe diem" (187)


“Completei quarenta anos e quarenta anos são uma vida inteira; são a idade em que quase toda a gente se confessa. (...) Hei-de dizê-lo na cara de todos os velhos, de todos esses anciãos veneráveis, de todos esses velhotes fragrantes, de cabeça de prata. Di-lo-ei a todos e tenho o direito de dizê-lo, porque hei-de viver até aos sessenta. Até aos setenta! Até aos oitenta anos! Esperem! Deixem-me tomar fôlego...” (Fiódor Dostoiévski, Cadernos do Subterrâneo)




"Wish the best for you
Wish the best for me
Wished for infinity
If that aint me"


The XX, “Infinity”, álbum XX, 2009

Etiquetas: