Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

22.1.10

Momentum: "Carpe diem" (198)


O sismo no Haiti com epicentro no seu centro nevrálgico que era a capital Port-au-Prince onde estava sededo todo o centro (difuso) de poder e reunidas as mais importantes e principais instituições, por comparação com o tsunami de há cinco anos que afectou, sobretudo, zonas rurais, pode ter conduzido ao fortalecimento da necessidade de renascimento de um país: com a construção de sólidas infra-estruturas, serviços básicos, fertilização dos solos e medidas que tornem o país menos vulnerável aos sazonais tufões. E o actual vácuo de poder pode beneficiar a sólida construção de um Estado temporariamente supervisionado pelas Nações Unidas. Ou seja, não apenas começar do zero, mas sobretudo começar de forma diferente: "building back better". No auge também emocional da crise, não basta encharcar de dinheiro as consequências da catástrofe natural, o que pode beneficiar apenas alguns e limpar a responsabilidade de todos, mas torna-se racionalmente necessário não repetir os erros do passado ao alimentar e sustentar uma catástrofe política. Já o padre jesuíta Gabriel Malagrida tinha, aquando do terramoto de Lisboa de 1755, alertado para a necessidade de regeneração da população local.

Etiquetas: