Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

4.2.10

Momentum: "Carpe diem" (207)


Há uma célebre anedota que reza o seguinte: no dia do juramento de bandeira do filho militar, um pai a observar as tropas a desfilar na parada e a ver o filho a marchar para a direita quando todo o batalhão marcha em sentido contrário, comenta para as restantes pessoas que assistem: “olhem para aquilo, só o meu filho é que vai bem.” Depois das agências de rating estarem desacreditadas, chega a vez do mercado. Temo que, se o Benfica não ganha rapidamente o campeonato, acabe mal. O melhor é uma solução tipicamente portuguesa: uma almoçarada com Kai Stukenbrock, analista da dívida soberana portuguesa da agência de rating S&P, e passarem o almoço da dizer mal do Mário Crespo lá do sítio. Nem no túnel da Luz.

Etiquetas: