Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

8.2.10

Momentum: "Carpe diem" (210)


Não sei se ele vai dar conta do surge, de Guantánamo, do Iraque, do Afeganistão, do Irão, da Coreia do Norte, dos Bancos, do Sistema Nacional de Saúde ou do Eixo do Mal de sábado à noite, sei é que gosto quando ele dá uma aperto de mão com cumplicidade a um bobby negro, faz uma vénia aos imperadores do Japão ou baixa-se, do alto do seu quase metro e noventa, para falar com o presidente Medvedev.




Fotografia: Toby Melville/Reuters (esq.)
Fotografia: Jim Young/Reuters (dir.)

Etiquetas: