Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

12.2.10

Momentum: "Carpe diem" (212)


Voltámos aos Descobrimentos: há muito tempo que nas empresas quem crítica, ainda que de forma construtiva, sobretudo em público, a ideia, campanha, projecto ou acção em curso ou a encetar, também é de imediato ostracizado por muito mérito e competência que possa revelar. Convive-se muito mal com a crítica. Vivemos na era do “yesmanismo”. E não tenho a mais pequena dúvida que a causa está na insegurança dos líderes. E sobre líderes, há imagens, como a do post anterior, que valem por mil palavras.

Etiquetas: