Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

19.2.10

Momentum: "Carpe diem" (216)


Sofro de intolerância ao erro, dos outros e também meu e dos meus. Agravado desde que o David Luiz e o Javi García resolveram começar a marcar golos na própria baliza, coisa impensável quando em 25 de Junho de 1988 assisti à final do Euro, entre a Holanda – de Ruud Gullit, Marco van Basten e a melhor aquisição de todos os tempos do Sporting, Frank Rijkaard, (que nunca chegou vestir a camisola) –, e a URSS, passarem para o guarda-redes os dois primeiros passes e falharem o terceiro, tendo perdido van Tiggelen a bola para fora do campo, e, mesmo assim, ganharem por 2-0.

Etiquetas: