Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

5.3.10

Momentum: "Carpe diem" (228)


Há demasiado tempo (mês e meio?, dois meses?, desde meados de Janeiro?) que chove sem tréguas, dignas de nome, por estes lados. Ao que parece as barragens não rebentam pelas costuras por causa do betão, mas alcançaram níveis históricos tal como a pluviosidade deste Inverno rigoroso que todos julgavam temperado pelo Mediterrâneo logo a começar pela espessura dos fatos de homem das lojas da moda: meia estação. Mas se de Inverno é o dilúvio, lá virá a seca e os incêndios no Verão com a actual previsão de temperaturas quentes recordistas de 150 anos. Gestão de recursos. Hoje, há Expresso da Meia-Noite.

Etiquetas: