Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

28.3.10

Momentum: "Carpe diem" (248)


Quando o escritor inglês, Jeffrey Archer, conta a José Rodrigues dos Santos que abandonou a Câmara dos Comuns por ter feito um negócio ruinoso e precisar de pagar as dívidas, tendo escrito o seu primeiro livro, Not a Penny More, Not a Penny Less / Nem um Tostão a Mais, Nem um Tostão a Menos, por esse motivo. E que o fracasso desse primeiro livro só foi colmatado com o sucesso do seu segundo livro Caim e Abel, JRS diz-lhe ironicamente que então a solução está em só começar por escrever o segundo livro, ao que JA sarcasticamente retorquiu que ele lá saberia: “You should Know.” E apontou directamente com o dedo indicador. Todo o simbolismo deste astuto homem que renega escrever em computador, em detrimento da escrita com caneta de feltro, porque gosta de ver avançar as suas reviravoltas (twists) no papel e, ao contrário dos seus romances, conhece antecipadamente o final dos seus contos.

Etiquetas: