Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

20.11.10

Momentum: "Carpe diem" (400)


Leio na imprensa que a cimeira da NATO foi um sucesso. Creio que só mesmo a organização, porque ninguém é suficientemente naïf para não pensar o óbvio, que os resultados e o novo conceito estratégico já haviam sido negociados durante todo o ano e nunca apenas em dois dias onde se almoça creme de ervilhas e medalhões de garoupa, regado com um Cerro das Mouras Brancas. Assim, sem abandonar o nuclear, como era pretensão alemã, é alargado o projecto do escudo antimíssil aos Estados Unidos, Europa e Rússia, sempre a pensar no Irão, mas sem nunca o identificar, cumprindo os desejos turcos. Isto na imprensa escrita, porque pela televisão sabemos que Obama não gostou do clima na sexta-feira e que o "Bo" está bem e recomenda-se. Mais uma vez soubemos receber. Fomos, novamente, uma dona de casa exemplar, como escreve o VPV. Um cluster a explorar.

Etiquetas: