Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

26.12.10

In Limine: Assim tudo começa (16)


“Não me estavam dúvidas de que algo cruel e catastrófico tinha acontecido antes de eu nascer, embora os meus pais, o comte e a comtesse, não me dissessem do que se tratava. Isso teve por consequência o meu órgão da curiosidade ficar irritável e eu tornar-me o ser mais inquieto e doentio que imaginar se possa – franzino, pálido, sempre a trepar e a meter o nariz em cada cano e mansarda do château de Barfleur.”

Peter Carey, Parrot e Olivier na América, Gradiva, 1.ª ed. Julho 2010, pp. 476

Etiquetas: