Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

2.12.10

Momentum: "Carpe diem" (409)


Três notícias me chamam a atenção nesta noite. A primeira: com o potencial de construção de dezenas de Estádios de futebol numa economia emergente recheada de rublos como a Rússia, quem é que ia entregar o Mundial a dois países ultra endividados sem orçamento para derrapar? Como se não conhecêssemos a FIFA e não tivéssemos tido a experiência do Japão / Coreia do Sul de 2002. Bem mais importante e em segundo lugar: faleceu um dos mais reputados economistas portugueses que da última vez que vi uma intervenção sua, no programa Plano Inclinado, falou de valores na sociedade. Não de valores materiais, mas de valores éticos, morais, de consciência. Dos empresários e de quem gere a coisa pública. Por fim, o Prémio Nobel da Paz Muhammad Yunus, o “banqueiro dos pobres”, criador do micro-crédito, é suspeito de corrupção. A ser provado, isto está cada vez mais putrefacto.

Etiquetas: