Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

6.2.11

In Limine: Assim tudo começa (20)


“Ernst Spengler estava sozinho no seu sótão, já com a janela aberta, preparado para se atirar quando, subitamente, o telefone tocou. Uma vez, duas, três, quatro, cinco, seis, sete, oito, nove, dez, onze, doze, treze, catorze, Ernst atendeu.”

Gonçalo M. Tavares, Jerusalém, Editorial Caminho, 9.ª edição, Dezembro 2010 (pp. 251)

Etiquetas: