Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

3.3.11

Momentum: "Carpe diem" (463)


Ele há coincidências que fazem o destino cruzar-se com interessantes descobertas. Ao ler a crítica de Última Paragem, Massamá, ficou-me na memória o conceito de “romance de aprendizagem” (o que quer que isso fosse), que achei curioso. Depois de pegar no Martin Eden (1909), de Jack London, eis que me deparo com o Bildungsroman, aquele tipo de romance que expõe a evolução moral, física, psicológica e social de uma dada personagem desde a sua infância, ou adolescência, até à maturidade. Se bem que concorde que é isso que se trata em Martin Eden, já não partilho da mesma opinião no romance de Pedro Vieira, pois não descortino esse evolução destacada pormenorizadamente em uma ou mais personagens.

Etiquetas: