Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

7.3.11

Momentum: "Carpe diem" (467)


Desde 2007, portanto, nos últimos quase (porque este ano ainda mal começou) quatro anos dou conta da leitura de cinquenta e sete livros ali na coluna da esquerda. Não contando com os seis já deste ano (um bom ritmo este ano, se considerarmos que estamos a começar o terceiro mês do ano), são cinquenta um livros em três anos, uma média de anual de dezassete, o que não será brilhante para quem consiga, ou tenha conseguido, ler um livro por semana ou cem livros por ano. Da última vez que abordei os meus hábitos de leitura, já tinha dado conta da minha preocupação maior com a narrativa do que com o ensaio – houve tempos em que já foi o contrário –, da preferência para os clássicos e para as traduções em detrimento da pesporrência dos originais.

Etiquetas: