Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

12.3.11

Momentum: "Carpe diem" (471)


Apesar das dificuldades económicas e financeiras, o país deve investir fortemente no reforço da democracia reinventando-a numa campanha eleitoral que mobilize a participação do maior número possível de eleitores, com ou sem cartão único, com poder de decisão sobre os destinos de Portugal. Estou a referir-me muito em particular, e como é óbvio, aos cidadãos alemães que residem no seu país, tomando até como exemplo a própria reincarnação do Dalai Lama no Tibete que vai passar a ser obtida por escrutínio eleitoral ou nomeação.

Etiquetas: