Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

2.4.11

Ipsis dixit: Marcador de livros (15)


“Segue o teu caminho de liberdade a prumo. Que dá que sofras, que roas as pedras do teu destino ruim? É teu, pertence-te como os ossos e as tripas. É aguentar de peito aberto. Porque enfim, não valeu a pena?” (p. 99)

Vergílio Ferreira, Manhã Submersa (1953), Quetzal, 28.ª ed., 2011 (pp. 187)

Etiquetas: