Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

26.4.11

Momentum: "Carpe diem" (497)


Todos sabemos que a recta é a distância mais curta entre dois pontos, a menos que existam um, ou mais, obstáculos. Só assim se compreende que o Benfica tenha jogado ao ataque, com uma sólida vantagem de três golos, em Eindhoven. As aquisições dos últimos anos têm sido jovens e promissoras, mas tem havido muita demora do treinador em rentabilizá-las e continuam a existir desequilíbrios em certas posições. Tal como José Sócrates para o Fundo Europeu de Estabilização Financeira, Jorge Jesus precisa de tempo que não tem. Ambos pressionados, no primeiro caso, os juros nos mercados financeiros continuam a subir e, no segundo, o FC Porto anda por aí. E também porque as lesões musculares da equipa do Benfica são proporcionais à ausência de dúvidas da arbitragem, quando se trata de assinalar falta contra o FC Porto, porque é precisamente nessas ocasiões que se descobre que o futebol é um desporto de contacto físico.

Etiquetas: