Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

1.4.11

Momentum: "Carpe diem" (482)


No meio do caos de tanta imbecilidade, ainda se consegue ter o privilégio de descobrir trabalhos interessantíssimos como o do Instituto Gulbenkian de Ciência que se dedica à investigação fundamental: como é que as células do corpo humano comunicam de forma tão perfeita que conseguem sistematicamente colocar o coração do lado esquerdo do corpo humano? Porque é que formam um corpo humano com dois rins e nunca se enganam? Como comunicam? Sobretudo como compreender essa comunicação entre células que pode prevenir ou evitar, por exemplo, as metástases do cancro, quando as células perdem a capacidade de se regenerar.

Etiquetas: