Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

8.5.11

Momentum: "Carpe diem" (504)


Depois da exterminação no passado, por imposição europeia, da agricultura e pescas e com a crescente necessidade de produtos alimentares, motivado pelo acelerado crescimento demográfico mundial e pela voragem dos recursos naturais, nomeadamente nos mercados emergentes, recomenda-se a Portugal a mais que necessária redução das importações de alho espanhol, laranjas francesas, queijo alemão e derivados da Apple (iPod, iPad, iPhone e MacIntosh) por oposição ao fomento da poupança, por exemplo, em Certificados de Aforro que pagam somente um quinto dos juros da república. Enquanto que a carência na amortização de setenta e oito mil milhões de capital (não percebo se também no pagamento de juros), durante os primeiros três anos, vai permitir pagar cento e vinte e tal mil milhões de euros durante os dez anos seguintes.

Etiquetas: