Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

10.6.11

Ipsis dixit: Marcador de livros (30)


“Por isso, a esta hora nua em que escrevo, perdido no rumor distante da cidade, conforta-me pensar não sei em que apelo invencível de vida e de harmonia que não morreu desde as raízes da noite que me cobriu.” (p. 187)

Vergílio Ferreira, Manhã Submersa (1953), Quetzal, 28.ª ed. 2011 (pp. 187)

Etiquetas: