Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

29.8.11

Momentum: "Carpe diem" (563)


Na já longínqua época de 1988/1989, quando as aquisições de jogadores de futebol, e sobretudo brasileiros, eram criteriosas, o Benfica constitui uma dupla de defesas-centrais inolvidável. Mozer e Ricardo foram não só a defesa menos batida de todos os campeonatos da Europa, como era possível constatar na revista da especialidade L'Onze, como alcançaram o feito de rechear as exibições com muitos golos marcados de bola parada. Até então, nunca a marcação de cantos foi tão letal. Inesquecível.

Etiquetas: