Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

8.9.11

Momentum: "Carpe diem" (570)


Não sei se será serendipidade ou mera coincidência, mas frequentemente ao ler um livro, ver um filme, folhear uma revista ou tomar conhecimento duma notícia, uma mesma entidade, neste caso, a Alemanha, num curto período de tempo, parece estar sempre presente, em simultâneo, assumindo uma importância desmedida. Podia ser a Alemanha, rebentos de soja, o mesmo desfecho trágico da personagem principal, quer no filme, quer no livro, ou outra coisa qualquer, neste acaso de contornos psicológicos parecidos, embora diferentes, ao déjá vu.

Etiquetas: