Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

29.10.11

Ipsis dixit: Marcador de livros (64)


“É clássico o exemplo de uma ombreira que perdurou enquanto a frequentava um mendigo e que se perdeu de vista à sua morte. Às vezes uns pássaros, ou um cavalo, já salvaram as ruínas de um anfiteatro.” (p. 25)

Jorge Luis Borges, "Tlön, Uqbar, Orbis Tertius",
O Jardim dos Caminhos que se Bifurcam (1941),
Ficções, Teorema, Maio de 2009 (pp. 171)

Etiquetas: