Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

6.11.11

Momentum: "Carpe diem" (607)


Um careca, gordo, bêbedo, preguiçoso, fumador, com discursos, na generalidade, bastante entediantes, como Winston Churchill (1874 – 1965), ganhou uma Guerra Mundial. Um indigente, mal vestido e desnutrido como Mahatma Gandhi (1869 – 1948) derrotou um Império. O contemporâneo Lula da Silva, baixo, anafado, barbudo e ex-operário conduziu o Brasil a potência mundial com um dos maiores crescimentos económicos. O imponente Barack Obama com o seu metro e noventa, excelente aparência, estilo vigoroso, “boa imprensa” e discurso extremamente articulado, ainda não conseguiu dominar Wall Street. O atlético Vladimir Putin, mestre de artes marciais, antigo líder dos serviços secretos do KGB, piloto de aviões, carros e outras coisas de combate, ainda não conseguiu devolver a Rússia ao lugar de superpotência da ex-URSS, ainda que disfarçado de Dmitri Medvedev. O moreno e versado Nicolas Sarkozy, sedutor de uma das mulheres mais belas e sofisticadas do planeta, precisa constantemente de se pôr em bicos de pé nas fotos oficiais. Angela Merkel, obesa, no seu estilo convencional, antiquado, de penteado retrógrado, com um ministro das Finanças de cadeira de rodas, Wolfgang Schäuble, e um ministro dos Negócios Estrangeiros homossexual, Guido Westerwelle, manda não só no BCE e na Europa como no mundo. Quem vota, tem de se lembrar disto. E é infrutífero tentar construir um padrão formatado de liderança nesta época de métricas, com ou sem DISC.

Etiquetas: