Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

2.12.11

Momentum: "Carpe diem" (623)


De acordo em como é preciso combater o desperdício e a futilidade materialista do descartável instalado ao longo das últimas décadas, mas não deve ser, por outro lado, motivo de orgulho o empobrecimento abrupto desregrado e sem nexo, tido como regenerador, moralista e puro, fomentado no passado mais longínquo.

Etiquetas: