Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

13.2.12

Momentum: "Carpe diem" (662)

´
É sempre perigoso desvalorizar uma posição de poder, ainda que com frequência se constate a perda de dignidade desse cargo, para que um eterno candidato não seja acusado de falta de ambição. Mas não apenas ser um dos melhores, ter ainda de ganhar a corrida e, de preferência, ainda bater o recorde mundial já é demasiada competitividade para o meu gosto. Ainda que, por estranho que o pareça, todos acreditem que o seria capaz. Senão “a vida nos viveu a nós e não vivemo-la nós a ela.”

Etiquetas: