Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

16.8.12

Bibliofilia: "O Mundo dos Vivos" (2012)

Pedro Mexia, O Mundo dos Vivos, Tinta da China, Abril 2012 (pp. 182). Condensar crónicas semanais dá sempre matéria para três ou quatro livros. Só que há casos onde isso constitui verdadeira Dinamite Cerebral (direitos de autor a JPP) pela sua erudição. Se isso implicar uma identificação geracional com o autor a tarefa torna-se ainda mais diletante. Tenho muitas afinidades com o Pedro Mexia e isso nota-se, talvez por sermos da mesma geração partilhamos da mesma curiosidade e, por vezes, do mesmo gosto. Se no passado tínhamos em comum o General Custer ou Ervin Rommell, eis que agora a simbiose surge com Karen Mulder, Bridget Moynahan, Tiger Woods e Bugs Bunny. Também eu coleccionei aquela caderneta deslumbrante de cromos sobre o western. Cinquenta e duas crónicas, publicadas nos jornais Público, entre Abril de 2007 e Dezembro de 2010, e Expresso de Maio de 2011 a Março de 2012, com muito epicurismo. Aprende-se muito com a serendipidade de Pedro Mexia.

Etiquetas: