Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

30.10.12

Ipsis dixit: Marcador de livros (118)


“E não me venham convencer das delícias de um jogo, quando eu não sou jogador, nem das emoções da conquista, quando eu não sou um conquistador, nem da volúpia da predação, quando eu não sou um predador. Quero lá saber que uma fera falhe setenta e cinco por cento das presas. Eu não tenho quatro patas nem devoro do cru. A minha paciência é de vidro estaladiço, assim a natureza me dotou, não com o estômago férreo dos carnívoros.” (p. 89)

Mário de Carvalho, Fantasia para Dois Coronéis e Uma Piscina (2003)

Etiquetas: