Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

29.12.13

Bibliofilia: "A Confissão" (2010)

[ 88 ] John Grisham, A Confissão, Bertrand Editora, 1.ª ed., Março 2013 (pp. 465). Donté Drumm foi acusado de um crime que não cometeu em Slone, Texas. A morte da jovem colegial, chefe da claque da equipa de futebol, não foi obra do jovem jogador negro, mas sim do convicto Travis Boyette. A inexistência do corpo obriga as entidades policiais e políticas à intimação da confissão que condena o jovem negro ao corredor da morte. Os temas do costume em Grisham, questões raciais ainda latentes no sul norte-americano e preversões judiciais (jurí branco para julgar um negro) num sistema democrático politicamente corrupto. A reter, o ritual dos condenados à morte que se submetem a um poderoso sedativo (Tiopental de Sódio), seguido de um relaxante muscular (Brometo de Pancupónio) e, por fim, o Cloreto de Potássio para parar o coração. Manifesto contra a pena de morte. Pode matar inocentes. "Quem, exactamente, nos dá o direito de matar? Se matar é errado, então porque somos autorizados a matar?" (p. 365)

Etiquetas: