Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

23.4.14

Cinefilia: "Albert Nobbs" (2011)



[ 73 ] As questões de género não seriam um tema simples em pleno século XIX. Albert Nobbs (Glenn Close) era filha bastarda duma família abastada, que nunca chegou a conhecer, e assumiu o nome adoptivo e a identidade de homem depois de ter sido violentada. Especializou-se a trabalhar como criado nos melhores hotéis de Londres, Liverpool e Manchester e acaba por se encontrar numa Irlanda em profunda crise económica e atacada pela febre tifóide que ceifa vidas, sujeitando-se à avareza da dona de um hotel, Mrs. Baker (Pauline Collins), de segunda ou terceira classe, quando conhece Hubert Page (Janet Mc Teer) e a sua história. Albert Nobbs (2011), do realizador Rodrigo García, é sobretudo um filme sobre a identidade. Para quem queira ir além do óbvio.

Etiquetas: