Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

28.6.14

Momentum: "Carpe diem" (1 080)


Ficou a sensação de que, com Paulo Bento, o Falcão, Reus e Ribéry não teriam perdido o Mundial do Brasil. Como o MEC já reparou, passou uma selecção que piorou: vitória, empate e derrota (EUA) e foi eliminada dos oitavos-de-final uma selecção que melhorou: derrota (pesada), empate e vitória (Portugal). Embora dos quatro golos, um tenha sido autogolo e dois de cruzamentos absolutamente falhados. Fica um extraordinário centro de Ronaldo a assistir Varela para cabecear de forma perfeita e empatar com os EUA, já depois da hora e meia, naquilo que os alemães mais diziam temer: o contra-ataque. Não esquecer que, além de Portugal, a Espanha, Itália e Inglaterra também vieram no mesmo avião.

Etiquetas: