Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

5.7.14

Momentum: "Carpe diem" (1 086)


A ideia defendida por Pacheco Pereira no último Quadratura do Círculo de que os bancos fomentaram o endividamente imobiliário pelas avaliações generosas pode colidir com o loan-to-value (LTV). O rácio empréstimo / avaliação quanto menor, menor o spread a cobrar. Um LTV de cinquenta por cento poderia ter, e.g., um spread de 0,25% face a um spread de 1% num LTV de noventa por cento. O único interesse dos bancos em sobreavaliar os imóveis só poderia estar associado ao volume de crédito concedido, nunca na rendibilidade das operações.

Etiquetas: