Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

19.4.15

Bibliofilia: "The Murder of Roger Ackroyd" (1926)

[ 109 ] Agatha Christie, The Murder of Roger Ackroyd (1926), Harper , 2013 (pp. 305). Mrs. Ferrars suicida-se na noite de quinta-feira para sexta-feira, 16 para 17 de Setembro, depois de longamente chantageada pela morte do irascível marido. Como sempre, a habitual proliferação de suspeitos vai revelar que, os segredos de cada um, podem não estar directamente associados ao crime. Desta vez, o assassino não é o polícia que investiga, mas o médico que tem a originalidade de ser o próprio narrador da história e, embora muito bem disfarçado, é possível suspeitar dessa personagem a partir do momento em que Poirot começa a mostar-se muito interessado e a pedir demasiada ajuda ao Dr. Sheppard, embora justificando-o com as semelhanças com o seu amigo capitão Hastings, habitual narrador e agora ausente nesta história. Considerada a obra-prima de Agatha Christie da antologia do detective privado belga, Hercule Poirot.

Etiquetas: , ,