Quem Ousa, Vence!

"Como se se pudesse matar o tempo sem lesar a eternidade" Henry Thoreau (1817 - 1862) Ano XI

13.6.15

Bibliofilia: "Curtain" (1975)

[ 112 ] Agatha Christie, Curtain (1975), Harper, 2013 (pp. 240). Se, por coincidência, a anterior foi a primeira aventura de Poirot, esta é a última de quarenta. E termina no mesmo local onde tudo começou: Styles Court. Poirot acometido de artrite e (aparentemente) debilitado fisicamente, mantém bastante activas as suas tão características celulazinhas cinzentas e procura descobrir um misterioso assassino que está sempre relacionado com crimes cometidos por terceiros. É essa capacidade absolutamente doente de manipular o mal que outros inconscientemente exercem por sua vontade, e de forma gratuita, através da intriga e sugestão, que culminará no seu assassinato a tiro pelo próprio Hercule Poirot, traído no final pelo seu coração. Aquele que tantos crimes combateu, acaba no final, como último acto, por cometer ele próprio um crime ao não conseguir julgar e condenar o comportamento abjecto do próprio criminoso.

Etiquetas: , ,